site Amigo da Luz

A ORAÇÃO DE PETIÇÃO

A-oração-de-súplica-foto-istock

"Jesus ouve-nos sempre: mesmo quando parece calar-se."
– Pedir e agradecer, duas formas de nos relacionarmos com Deus. Dois modos de oração muito gratos a Deus. Retidão de intenção ao pedir.

– Humildade e perseverança na oração.

– O Senhor sempre nos atende. Procurar também a intercessão da Virgem, nossa Mãe, e do Anjo da Guarda.

Leia mais...

Uma pequena reflexão com vc para valorizarmos a nossa árvore genealógica.

arvorederttttt
O Evangelho de Mateus começa com a genealogia de Jesus Cristo....
 
Genealogia de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão.
2. Abraão gerou Isaac. Isaac gerou Jacó. Jacó gerou Judá e seus irmãos.
3. Judá gerou, de Tamar, Farés e Zara. Farés gerou Esron. Esron gerou Arão.
4. Arão gerou Aminadab. Aminadab gerou Naasson. Naasson gerou Salmon.
5. Salmon gerou Booz, de Raab. Booz gerou Obed, de Rute. Obed gerou Jessé. Jessé gerou o rei Davi.
6. O rei Davi gerou Salomão, daquela que fora mulher de Urias.
7. Salomão gerou Roboão. Roboão gerou Abias. Abias gerou Asa.
8. Asa gerou Josafá. Josafá gerou Jorão. Jorão gerou Ozias.
9. Ozias gerou Joatão. Joatão gerou Acaz. Acaz gerou Ezequias.
10. Ezequias gerou Manassés. Manassés gerou Amon. Amon gerou Josias.
11. Josias gerou Jeconias e seus irmãos, no cativeiro de Babilônia.
12. E, depois do cativeiro de Babilônia, Jeconias gerou Salatiel. Salatiel gerou Zorobabel.
13. Zorobabel gerou Abiud. Abiud gerou Eliacim. Eliacim gerou Azor.
14. Azor gerou Sadoc. Sadoc gerou Aquim. Aquim gerou Eliud.
15. Eliud gerou Eleazar. Eleazar gerou Matã. Matã gerou Jacó.
16. Jacó gerou José, esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que é chamado Cristo.
17. Portanto, as gerações, desde Abraão até Davi, são quatorze. Desde Davi até o cativeiro de Babilônia, quatorze gerações. E, depois do cativeiro até Cristo, quatorze gerações.
 
18. Eis como nasceu Jesus Cristo: Maria, sua mãe, estava desposada com José. Antes de coabitarem, aconteceu que ela concebeu por virtude do Espírito Santo.
 
Jesus valorizou a própria família, então devemos valorizar a nossa família, até porque as famílias ultimamente estão todas despedaçadas no egoísmo.
 
Com a árvore genealógica é o tempo de valorizarmos as nossas raízes, nós somos resultado da nossa genealogia. O próprio Cristo, obviamente não herdou o pecado, mas herdou características físicas, até mesmo porque o único sangue que Ele tem é o sangue de Nossa Senhora e tem a genealogia de Maria e de José, e como é importante nos entendermos e olharmos para as nossas raízes, então ao construirmos as nossas arvores genealógicas, com o primeiro passo, colocar nomes, pai... mãe... avós...
 
Esse é o primeiro passo, mas qual o passo mais importante?
 
O passo mais importante é quando vc olhar para essas arvores e rezar sobre ela, considerando e procurando saber por parte de pais, de mães, de avôs as informações de situações que podem estar repetindo na sua geração de família paterna ou materna.
 
Por exemplo, se vc olha para a sua geração paterna e percebe que o alcoolismo vem predominando muito na sua linha de família e vc questiona, então seu pai, seu avó, como era a relação com a bebida. Por que tantas pessoas bebiam naquela época, se era costume. Será que elas faziam tantas coisas erradas como outras estão fazendo hoje, como por exemplo, abandonando família e ver também como reagem a geração atual e rezar sobre isso, não de uma forma egoísta para vc ser curado, não a base da cura entre gerações está no amor. Por que? Porque nós recebemos heranças negativas dos nossos antepassados de alguma forma, espiritual, genética. Heranças negativas, ou seja, predisposições, vivemos algumas situações que abre espaço para outras situações em nossa vida, então herdamos um padrão de desamor ou seja uma repetição.
 
O que cura é o amor de Deus. E como que o amor de Deus se faz presente no meio de nós, na graça de Deus , quando experimentamos a graça de Deus, também experimentamos esse amor nos curando e nos libertando. Mas nesse sentido nós temos que lançar o amor de Deus sobre nossas gerações passadas, materna, paterna... Olhe para o seu pai, para sua mãe e reze por eles, não apenas por rezar, mas pontuando aquilo que mais predominou na linha paterna e materna da sua família e isso é importante para que no momento em que rezarmos, observarmos aquilo que está se repetindo em nós e quebrarmos isso, como é que a gente quebra? Rezando, no momento da oração, clamando o sangue de Jesus, clamando o seu santo nome, mas acima de tudo, clamando este amor e rezando pela cura das nossas gerações passadas, pedindo, suplicando o perdão de Deus para aqueles que morreram, por isso que a base é o amor que nós depositamos sobre nossas gerações por meio da oração, por aqueles que ainda estão vivos, nós damos  um amor encarnado com as nossas atitudes, mas com aqueles que já morreram são as nossas suplicas, os nossos sufrágios para os mortos para que eles experimentem no amor de Deus o perdão por suas penas para estarem frente a frente com o senhor.
 
É esse movimento de oração que vai nos dar a cura das nossas gerações em primeiro lugar, espero então  que você seja motivado a construir, a escrever sua arvore genealógica, para você que não sabe como fazer entre em nosso site: www.luzdavida.org.br e imprima a sua árvore genealógica e traga para rezarmos por sua família.
 
Luiz Antônio de Paula
Fundador da Comunidade Luz da Vida
 

O Rosário e os males dos nossos tempos

rosário e a virgem

**A aversão ao viver moderno**

Lamentamos que uma chaga verdadeiramente profunda tenha ferido o corpo social desde quando se começou a descuidar dos deveres e das virtudes que formam o ornamento da vida simples e comum. De fato, daí se segue que, nas relações domésticas, os filhos, intolerantes de toda educação que não seja a da moleza e da volúpia, recusam arrogantemente a obediência que a própria natureza lhes impõe. Por esse mesmo motivo os operários se afastam do seu próprio mister, fogem do labor, e, descontentes com a sua sorte, levantam o olhar a metas demasiada altas, e aspiram a uma inconsiderada repartição dos bens.

Leia mais...

O santo rosário na vida espiritual da Comunidade Luz da Vida

luiz e o rosário
O Itinerário Espiritual é um Caminho da vida espiritual, é o Encontro com Cristo, relacionar-se com Ele. O relacionar-se com Deus é o princípio de todo relacionamento humano (relacionamento comigo mesmo e com o próximo); é um auxílio necessário para o crescimento espiritual.
 
O nosso Itinerário é todo baseado no Santo Rosário, e é ele quem proporciona o encontro com o carisma (com a própria vocação) sobre dois alicerces: a vida carismática e a vida comunitária. 

Leia mais...

A origem do Santo Rosário

1970E37B

No ano de 1214 - segundo narra o Bem-aventurado Alain de la Roche, em seu famoso livro intitulado De dignitate Psalterii - vendo São Domingos que os crimes dos homens criavam obstáculos à conversão dos albigenses, entrou num bosque de Toulouse e nele passou três dias e três noites em contínua oração e penitência, não cessando de gemer, de chorar e de macerar o seu corpo com disciplinas para acalmar a cólera de Deus até cair meio morto. Nesse momento, a Santíssima Virgem, acompanhada de três princesas do Céu, lhe apareceu e disse:

Leia mais...